sábado, 15 de janeiro de 2011

Brasil lança mais um BBB. Cuba lançou também



Enfim, após uma difícil espera de nove meses, chegou mais um BEBÊ, digo, um BBB. Não vejo a hora de gastar meu suado dinheiro em torpedos na tentativa de dar um milhão e meio a um desconhecido que virei fã. Não vejo a hora de entrar naquela comunidade do Orkut com mais de 1 milhão de membros e virar a noite debatendo quem é mocinho e quem é vilão. Não vejo a hora de chorar quando meu escolhido for eliminado. Não vejo a hora de perder horas assistindo aos diálogos sem nexo que os BBB’s têm pela madrugada adentro. Enfim, nossos heróis estão de volta à nave louca!

Minha relação com reality’s shows começou durante uma pequena estada em Guantánamo, na ilha de Cuba, quando fui preso pelos americanos em sua base militar. Câmeras instaladas em todas as partes, vigiando inclusive os momentos íntimos entre os presos, nos faziam sentir num verdadeiro show televisivo. Certa ocasião, para que pudéssemos ter direito a um prato de comida, se é que podemos chamar aquela gosma de comida, tivemos que fazer uma prova de resistência, onde quem ficasse submerso em uma fossa cheia de fezes humanas (se é que podemos chamar as fezes americanas de humanas) teria direito ao grude. Inteligentemente, após ficar submerso por mais de 18 horas naquele excremento, respirando apenas por um canudo de mamona, deixei meu adversário vencer, afinal, não queria mesmo comer aquela gororoba.

Dias após, numa revista de rotina dos militares yankees e seus cães enfurecidos, consegui escapar disfarçado de cachorro. Foi fácil, vesti um uniforme das forças armadas norte americanas e saí falando inglês fluentemente. Já do lado de fora, do outro lado da fronteira, imaginei estar finalmente fora do show de horrores, mas, meu disfarce também enganou os cubanos, que me levaram preso para Havana, onde fui submetido a horas de tortura, ouvindo sessões intermináveis de pachanga, salsa e merengue.

Certo de que iria para o terrível paredão onde seria finalmente eliminado, sem direito a sequer um minutinho no confessionário, comecei a pensar em todos os meus pecados cometidos desde a infância até os dias atuais. Lembrei-me de ter ido a um show da Simoni nos anos 80, assistido diversas vezes o Clube da Criança, com a Xuxa, na extinta TV Manchete, sem falar no programa do Datena, Márcia, Faustão, Gugu e aqueles debates esportivos na noite de domingo. Claro, todos imperdoáveis, mas eu precisava refletir.



Felizmente, por ordem expressa de Fidel Castro, aquele que fidedignamente castrou seus adversários, fui mandado a um campo de concentração de cana de açúcar. Ali, descobri que a rapadura é doce, mas não é mole não. Obrigado a colher o equivalente a cinco carretas de cana por jornada de trabalho, vi os meus sonhos de me tornar um ator de filmes adultos indo por água abaixo, já que a vida média de um trabalhador naquelas condições não era superior ao tempo de corte do canavial. Mas algo me dizia que um dia nós iríamos rir de tudo aquilo, algo não, alguém me dizia. Maria Mercedes era uma mulata que trabalhava comigo. Tinha uma fala doce como a cana e seu corpo era tão belo quanto o caribe. Mercedes me convidou para entrar no canavial, e sem titubear, pulei dentro das canas, como se elas fossem meu edredom, à espera de minha amada. Mas Mercedes queria se perder na plantação de canavial e não nas canas que já estavam na carroceria da carreta. Assim, enquanto o caminhão se locomovia, eu via aquela mulata estonteante ficando para trás, como nas cenas de um filme dramático chinês.

De volta ao Brasil, com mais uma experiência de vida acumulada, fui convidado a trabalhar numa ONG que visava incentivar o intercâmbio Brasil-Cuba. Após algum tempo no setor financeiro sem saber que faziam lavagem de dinheiro sujo naquela instituição, fui pego por uma câmera escondida do Fantástico, aquele Big Brother da vida real, e como se estivesse novamente em Cuba, fui inocentemente levado em cana e tive que viver confinado numa casa vigiada 24 horas por longos 90 dias.

Hencéfallo de Váccuo

19 comentários:

  1. É um texto interessante.. Confesso que me deu um nó na cabeça.. isso não porque eu goste de bbb pq tambem odeio mas pelo fato de uma unica pessoa ter tanto azar na vida.. kk Como assim? Parabens com o texto.
    http://projetosdeumlouco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá! No momento estou apenas te seguindo, mas prometo voltar e comentar em breve suas postagens!Agradeceria se seguisse o meu blog, assim criamos um vínculo que facilite a divulgação de ambos os blogs! passa lá?
    http://medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que texto inteligente! Usa o gancho do BBB pra destilar um humor ácido e uma crítica muito bem construída... Show de bola!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Que doidera! Gostei de seu texto bem criativo, uma grande viagem. E romântico com essa Mercedes! ^^ Gostei da parte que ela ficou no meio das canas do canavial e não do caminhão que levaria a liberdade. ...hihihi... Dramático e bonito! X)

    Sucesso e grande abraço!

    http://neowellblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. CLAP,CLAP,CLAP,CLAP,CLAP,CLAP...

    Te aplaudo de pé amigo, esta certissimo, como o povo brasileiro pode ser tão estupido assistindo isso, discutindo o bbb como se isso fosse importante.

    Abraços.

    http://juventustravesso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Cara, li esse texto e o de baixo... Sensacional, nada mais..

    ResponderExcluir
  7. retrato da vida
    http://leandrodemorais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Inspirada em Ozzy, digo:

    O que é BBB?

    ResponderExcluir
  9. Odeio o BBB, m mentira

    me inscrevo faz 4 anos o máximo que consegui foi uma entrevista co boninho no BBB 10!

    =D

    Promo do Charque: Ganhe adesivos + camisa do Blog!
    O melhor blog do meu .... Bairro!!!!
    http://blogdocharque.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Fiquei pasmo! Parece com meus textos, só que bem mais elaborado. Parabéns man! Muy loco

    ResponderExcluir
  11. Nossa... pelo menos, vai ter história pra contar para os netos, né?

    ResponderExcluir
  12. Hahahahha, que doideira.
    Disfarçada de cachorro: huahua.
    Muito bom o texto, bem humorado e criativo, assim como a imagem que o ilustra.
    Lança Cuba: eu quero ver Cuba lançar...

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  13. texto muito loco.. muito bom.. eu quase acreditei que voce viveu em cuba... MUITO BOM

    ResponderExcluir
  14. EU NÃO CURTO BBB, MINHA OPINIÃO.
    ESPERO KI RESPEITE...
    BLOG MUITO "LOUCO" = D+
    SUCESSO
    http://inbarlow.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. NAO GOSTO DE BBB.. mais eu assisto..rs..

    Parabéns pelo blog.. entra no meu e se gostar pode seguir!!

    ps.: estou te seguindo!

    Abraço,
    P.A.
    ______________________________________
    http://www.preguicaalheia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Muuuuuuuuuito bom o seu texto!!!! Eu não gosto do BBB, mas respeito!!! Parabéns pelo blog. Abraço.

    ResponderExcluir
  17. interessante o ponto de vista....gostei de texto...bem escrito...

    ResponderExcluir
  18. Adorei o texto, bem criativo, um dos melhores que já li nos blogs que visito!!.. Abraço!!

    ResponderExcluir